Notícias

Escola Pluricultural Odé Kayodê inspirando e sendo inspiradora de alternativas educacionais

IMG-20180526-WA0018

IV Conferência Nacional de Alternativas para uma nova educação (CONANE Candanga), ocorreu nos dias 26 e 27 de maio em Brasília.

IMG-20180526-WA0048

A Escola Pluricultural Odé Kayodê foi recentemente convidada à participar dos círculos de partilhas de projetos educativos no encontro regional da IV Conferência Nacional de Alternativas para uma nova educação (CONANE Candanga), que aconteceu nos dias 26 e 27 de maio, na Comunidade de Aprendizagem do Paranoá (CAP), em Brasília. O convite veio da professora Fátima Vidal (UnB), que conheceu a Escola por meio do Jonathas Vilas Boas, que realizou sua pesquisa de mestrado na Odé Kayodê.

A nossa participação no CONANE foi intermediada pelo Jonathas , que num Congresso de Interculturalidade que participou em Brasília, conheceu a Fátima, que é organizadora do CONANE. O convite foi feito e parte desse coletivo da Odé Kayodê resolveu, mesmo com todo o caos por conta da greve dos caminhoneiros (falta de combustível) ir. Fomos acolhidos no CAP – que significa Comunidade de Aprendizagem, um prédio novo, que traz na sua estrutura física uma singela possibilidade de ressignificação do espaço escolar. Visualmente tinha paredes de muitas cores suaves, mas trazia esse sentido de espaço colorido e vivo. Nas paredes muitos trabalhos das crianças. No centro havia um espaço grande, que nos fez sentir em casa, pois havia uma roda grande feita com pufs coloridos.

Um encontro de educação que trouxe inovação no próprio fazer. Devido a greve dos caminhoneiros o número de participantes foi bem reduzido, já que em Brasília eram pouquíssimos postos que tinham combustível. O inicio foi marcado pela fala das organizadoras (Sônia e Fátima) trazendo um pouco da história da CONANE, a secretária de educação e a diretora do CAP. Depois eles usaram uma metodologia bem interessante onde nós da Odé Kayodê e mais 4 outras propostas apresentavam suas propostas. Os grupos das escolas inovadoras foram espalhados nesse espaço e os outros participantes escolhiam qual escola gostariam de conhecer. Tínhamos 20 minutos para falar da nossa proposta. O grupo era bem diverso e falar várias vezes da proposta foi bem interessante. Cada roda de conversa foi única e nos reafirma do poder da fala. A palavra é transformadora e falar daquilo que acreditamos nos fortalece.

O primeiro momento no CONANE foi de socializar com outros grupos, o trabalho realizado aqui. Levamos fotos, textos, trabalhos das crianças estudantes, o Projeto Político Pedagógico, as cores, a energia e um pouquinho de tudo pudesse falar mais sobre a Escola.

À tarde fomos convidados para um almoço com o grupo de educadorxs da Escola da Árvore (Brasília) e conhecer o espaço da escola e conversar sobre o trabalho realizado lá. Foi um momento de reencontro e trocas, já que recebemos em Goiás xs educadorxs dessa escola.

IMG-20180526-WA0049

No segundo dia da Conferência, participamos de um grupo de debates sobre os desafios para uma educação inovadora no Distrito Federal. Ao final dos ciclos de debates, o grupo encaminhou um documento com propostas para Secretaria de Educação do DF.

Para nós o CONANE foi um espaço de discussão, diagnóstico e intenções para uma educação efetiva. São educadores que compõem este, o diverso do fazer pedagógico reunido. A participação da Odé Kayodê possibilitou troca, levamos a Vila Esperança e a escola para aquela roda, partilhamos nosso jeito de ser e fomos tocados pelos que ali estavam.

A percepção do outro, do diferente, em diversos momentos nos questionam, nos incomodam. É nesse momento que buscamos a memória do que nos fundamenta é um crescimento conosco mesmo. É propulsão para o crescimento para a experimentação de novos jeitos, novos métodos tendo a clareza do nosso lugar.

Destacamos a importância que esse momento vai muito além da troca que fizemos externamente pois mais importante que o contato com o outro é o contato com nós mesmos. Que rico foi o nosso viver desses dias, nossos olhares, nossa cumplicidade, nossas leituras coletivas das situações (feitas de forma descontraída). Sentir juntos, ver e ouvir juntos nossas potencialidades, nossas dúvidas, nossas certezas, nossas dificuldade em comparação com o outro.

Texto coletivo escrito por: Adriana, Elivan, Emicléia, Fernando e Renata.

IMG-20180527-WA0012IMG-20180527-WA0013IMG-20180526-WA0067IMG-20180526-WA0035IMG-20180528-WA0024

 

Comments are closed.

Powered by: Wordpress