Vila Esperança

O Unicef descreve o Espaço Cultural Vila Esperança como um lugar mágico que as 240 crianças e adolescentes de 6 meses a 18 anos, reconhecem como “um sonho”. Em meio a uma vegetação exuberante, encontram-se espaços como o Jardim das Formas, o Parque, O Caminho Inca, o Quilombo, o Memorial Indígena, a Brinquedoteca, a Praça Maria Fux.
xire3.jpg
Não existem apenas as construções, mas em cada espaço destaca-se o cuidado com os detalhes, que reforça a proposta pedagógica. Local de profundo respeito humano e ao ambiente, Vila Esperança destaca-se também pela promoção de atividades pedagógicas que estimulam o exercício da cidaddania no seu cotidiano, como brinquedoteca, informática, filosofia e dançaterapia.
O projeto trabalha com o diferente: diferentes culturas, diferentes pessoas, diferentes propostas. Os resultados surgem na formação de adolescentes participativos e críticos, que interagem com as dificuldades do mundo como um desafio, algo novo a ser conhecido e superado.

(Fonte: Prêmio Itaú-Unicef – Educação e Participação, 2003)

A Associação Espaço Cultural Vila Esperança, associação sem fins lucrativos, nascida em 19 de julho de 1994, desenvolve um trabalho educativo, cultural e artístico, direcionado principalmente a crianças, adolescentes, jovens e adultos da comunidade, na valorização das origens (africanas e indígenas) do povo brasileiro .

porance.jpg

O Espaço Cultural Vila Esperança se localiza na periferia da cidade de Goiás.

Volta o seu foco para a necessidade de despertar a população a fim de que se tenha condições de participar ativamente nas mudanças sociais e a na conquista da cidadania a partir da Educação, Cultura e da Arte.

A questão indígena, africana e afro-descendente impõem-se sempre mais como uma questão histórica. Analisar sua trajetória histórica, seus encontros e confrontos culturais e sua organização social é tão importante quanto explicar a origem do Brasil, suas diversidades e a procura de sua identidade singularmente múltipla.

Desde 1989, a Associação Espaço Cultural Vila Esperança vem desenvolvendo atividades educativas e eventos com temas que envolvem a questão indígena, africana e afro-descendente, educação ambiental e ecologia humana, sendo esta nossa preocupação central. Por isso elegemos as artes e as culturas como forma de sensibilizar e discutir questões sempre mais urgentes e dramáticas de forma prazerosa, dentro de uma “lógica das categorias sensíveis” herdada de nossos antepassados indígenas e negros, isto é, passando pelos sentidos.

As atividades desenvolvidas são diversificadas:atividades artísticas: artes cênicas, dançaterapia, artes plásticas, música, canto e percussão; atividades culturais: trabalho com as raízes históricas e culturais do povo brasileiro e afro-latino-americano.

Trabalham-se durante o ano temas ligados às culturas afro-descendentes e indígenas (vivência afro-brasileira e indígena, pesquisa histórica, mitos, tradições, músicas e cantos, danças e código gestual, arte plástica e utilitária, etno botânica e ecologia).

Essas atividades, direcionadas a crianças, adolescentes, jovens e adultos da comunidade, são desenvolvidas também nos seguintes setores do Espaço Cultural Vila Esperança: Escola Pluricultural Odé Kayodê – crianças de 3 a 12 anos e Brinquedoteca Alegria do Povo – crianças e adolescentes de 7 a 14 anos.

O Espaço Cultural Vila Esperança vive e revive em Goiás a História e o Modo de Ser das Culturas Originais do Povo Brasileiro. É uma referência social, humana, artística e cultural para a comunidade e ao longo do ano oferece uma programação cultural de Eventos abertos à cidade, oficinas e cursos de formação para professores e estudantes de nível universitário em âmbito pedagógico, artístico e cultural, festas, estudos e atividades incluindo: Projeto “Vivências Culturais – Ojó Odé e Porancê Poranga”, Projeto “Ancestralidade” – Trabalho e pesquisa com os avós; Projeto “Afoxé Ayó Delê” – Saída de bloco afrobrasileiro; Projeto “Sacyzada” – tradições populares; entre outros.

(Conheça os projetos e atividades)

grupo-de-solidariedade.jpg

Você também pode contribuir:

Banco do Brasil Agência 0277-1 Conta Corrente 12760-4

Outras doações: Espaço Cultural Vila Esperança , Cidade de Goiás – GO – Rua Padre Felipe Leddet nº 32 Cep 76600-000 – Fone: (62) 33712132 email: vila.esperanca@yahoo.com.br

.

Certificados e Reconhecimentos

15 de outubro de 1991 – Nasce a Vila Esperança 1994 – Fundação da Associação Espaço Cultural Vila Esperança. Associação sem fins lucrativos

1994 – Abrinq – Fundação Abrinq pelos Direitos da Criança e do Adolescente seleciona, premia e reconhece a Brinquedoteca Alegria do Povo do Espaço Cultural Vila Esperança

2000 – O Espaço Cultural Vila Esperança é sócio da Associação Brasileira de Brinquedotecas ABBri

2003 – Inscrição no Conselho da Criança e Adolescente da Cidade de Goiás

2003 – Prêmio Itaú-Unicef – Menção Honrosa

2004 – Em novembro a Escola Pluricultural Odé Kayodê é reconhecida pelo MEC como Escola Privata Comunitária

2005 – A Escola Pluricultural Odé Kayodê funciona como Escola Privata Comunitária

2006 – Inscrição no Conselho de Assistência Social da Cidade de Goiás

2007 – Prêmio Capoeira Viva 2007 – aprovado e premiado

2007 – Prêmio Itaú-Unicef – Semifinalista

2007 – Escola Solidária 2007 / Faça Parte: reconhecimento da Escola Pluricultural Ode Kayodê do Espaço Cultural Vila Esperança como Escola Solidária – Rede de Escolas Solidárias

2007 – Prêmio Cultura Viva

2007 – Semifinalista – Iniciativa Reconhecida

2008 – Participação no 3º Concurso de Redação “Minha Cidade, Meu Patrimônio” da 14ª Superintendência Regional do IPHAN da Cidade de Goiás, com a realização do Cermonial e do espetáculo “Interstício Poético de Dois Tempos” com o Grupo-Circo Alegria do Povo

2008 – Cine Mais Cultura – aprovado e premiado o Projeto “Cine Vila”

2008 – Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade 2008, categoria Educação Patrimonial do IPHAN – Classificação Regional 2008 – Prêmio Ludicidade / Pontinhos de Cultura – Ministério da Cultura – projeto aprovado e premiado.

2008 – O Projeto Ewê de Educação Ambiental recebe o Patrocínio da Caixa Econômica Federal

2009 – Projeto apoiado pelo Crianças Esperança

2009 – UNESCO e Rede GLOBO 2009 – Participação no 4º Concurso de Redação “Minha cidade de tem segredos que meu olhar vai desvendar” da 14ª Superintendência Regional do IPHAN da Cidade de Goiás, com Oficinas para os alunos do 8º ano e o espetáculo “Flor do Bem Olhar” com o Grupo-Circo Alegria do Povo

2009 – O Espaço Cultural Vila Esperança é membro da SEMIRA Secretaria de Políticas para Mulheres e Promoção da Igualdade Racial do Estado de Goiás – Goiás

2009 – O Espaço Cultural Vila Esperança é inscrito no Conselho Municipal de Cultura

2009 – Escola Solidária 2009 / Faça Parte: reconhecimento da Escola Pluricultural Ode Kayodê do Espaço Cultural Vila Esperança como Escola Solidária – Rede de Escolas Solidárias 2009 – Comenda da Ordem do Mérito Anhanguera – Cidade de Goiás

2009 – Comenda Zumbi dos Palmares / Troféu Pedro Cassiano pelo trabalho educativo na valorização das origens africanas e indígenas dos brasileiros – Goiânia

2009 – Ponto de Cultura – classificado

2009 – Medalha do Mérito Legislativo Pedro Ludovico Teixeira – Comissão de Direitos Humanos – Goiânia

2009 – Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade 2009, categoria Educação Patrimonial do IPHAN – Classificação Regional

2009 – O Espaço Cultural Vila Esperança é membro do CONIR – Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial – Goiânia

2009 – EDITAL DE IDÉIAS CRIATIVAS PARA 20 DE NOVEMBRO – DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA – Fundação Cultural Palmares – premiado o Projeto “Xirê Iriti Lonã e Afoxé Ayó Delê”

2010 – 5° Prêmio Educar para a Igualdade Racial – a Escola Pluricultural Odé Kayodê do Espaço Cultural Vila Esperança é premiada

2010 – O Projeto Ancestralidade, Arte e Cultura é semifinalista no II Premio Inclusão Cultural da Pessoa Idosa

2010 – O projeto “Vivências Culturais: Ojó Odé e Porancê Poranga” é apoiado pelo Criança Esperança 2010 – Indicação PRÊMIO ANU

2010 – CUFA Central Única das Favelas 2010 – O Projeto Pluralidade Cultural e Comunicação é semifinalista na 3° edição do Premio Cultura Viva

2010 – Radioconto « O Sacy na Vila Esperança » selecionado e premiado no Edital Nossa Onda 2010 na temática Diversidade Cultural

2010 – Participação no 5º Concurso de Redação “Desafios de uma cidade históritca” da 14ª Superintendência Regional do IPHAN da Cidade de Goiás, com o espetáculo “Desafios de uma cidade históritca” com o Grupo-Circo Alegria do Povo

2010 – Pontinho de Cultura – aprovado e premiado

2010 – Escola Solidária 2010 / Faça Parte: reconhecimento da Escola Pluricultural Ode Kayodê do Espaço Cultural Vila Esperança como Escola Solidária – Rede de Escolas Solidárias

2011 – Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade 2011, vencedor nacional na Categoria Educação Patrimonial do IPHAN com a ação “Ojó Odé e Afoxé Ayó Delê: Vivências Culturais”

2011 – Escola Solidária 2011 / Faça Parte: reconhecimento da Escola Pluricultural Ode Kayodê do Espaço Cultural Vila Esperança como Escola Solidária – Rede de Escolas Solidárias

2011 – Parceria Participação no 6º Concurso de Redação “Goiás, um jeito afro de contar a história” da 14ª Superintendência Regional do IPHAN da Cidade de Goiás, ministrando com as Vivências Culturais Ojó Odé e o espetáculo “Goiás, um jeito afro de contar a história” com o Grupo-Circo Alegria do Povo;

2011 – PIPS FIES 2011 (Fundo Itaú de Excelência Social)– Semifinalista na categoria Educação Ambiental 2012 – Inscrição no Conselho Nacional de Assistência Social 2012 – Projeto “Vivências Culturais” apoiado pelo Crianças Esperança 2012 – UNESCO e Rede GLOBO.

2012 – 6º Prêmio “Educar para a Igualdade Racial – CEERT” – Escola Pluricultural Odé Kayodê com a prática “Afoxé Ayó Delê”

2012 – PRÊMIO ANU – Indicação para o Estado de Goiás – CUFA (Central Única das Favelas – Rio de Janeiro)

2013 – Título de Utilidade Pública Municipal – Câmara Municipal da Cidade de Goiás

2013 – Prêmio Itaú-Unicef – Semifinalista com o Projeto “Vivências Culturais”

2014 – PRÊMIO ANU Dourado – Vencedor para o Estado de Goiás – CUFA (Central Única das Favelas – Rio de Janeiro)

2014 – Prêmio Patrimônio Cultural dos Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana/IPHAN – vencedor

2015 – Prêmio Culturas Afrobrasileiras – Fundação Cultural Palmares – vencedor

2016 – 2º Prêmio Nacional de Projetos com Participação Infantil (CECIP) – Comunicação Educativa Rádio da Vila – VENCEDOR

2017 – VII EDIPE – Encontro Estadual de Didática e Práticas de Ensino, Goiânia. Convidados especiais na mesa redonda os Alunos e Educadores da Escola Pluricultural Odé Kayodê do Espaço Cultural Vila Esperança – Goiânia

2017 – Diploma do Mérito Legislativo Vilaboense – Rosângela Magda de Oliveira Souza, Diretora da Escola Pluricultural Odé Kayodê – Câmara Municipal da Cidade de Goiás

2018 – Reconhecimento como ESCOLA TRANSFORMADORA (Ashoka e Instituto Alana) – a Escola Pluricultural Odé Kayodê integra a Rede de Escolas do Programa Escolas Transformadoras Brasil

2018 – PRÊMIO DE INOVAÇÃO COMUNITÁRIA 2018 – “Pequenos Youtubers. Comunicação Educativa Rádio da Vila Esperança” – Brasil Foundation

2018 – Homenagem pelas ações voltadas para educação museal, a preservação e difusão do Patrimônio Cultural Brasileiro – Museu das Bandeiras – Primavera dos Museus – Cidade de Goiás 2018 – PRÊMIO CULTURAL POPULARES 2018 – “Afoxé Ayó Delê” – Ministério da Cultura MINC

2018 – Diploma do Mérito Legislativo Vilaboense – Robson Max de Oliveira Souza, Diretor Presidente do Espaço Cultural Vila Esperança – Câmara Municipal da Cidade de Goiás

Powered by: Wordpress